Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Remate Digital

"Se eu desse atenção ao que Totti me dizia..."

@Getty Images

O antigo internacional italiano Antonio Cassano, confessou-se arrependido por várias opções que tomou na carreira, numa entrevista que foi ontem publicada pelo "Corriere dello Sport".

Natural de Bari, foi no clube da sua terra que começou a brilhar. Aos 19 anos assinou pela Roma onde esteve 5 temporadas até mudar-se para o Real Madrid. É aqui que começa o seu arrependimento.

"Se eu tivesse ouvido pelo menos 10% dos conselhos que o Totti me deu, a minha carreira teria sido diferente. Se eu tivesse ouvido o que ele dizia, provavelmente teria ficado na Roma por 10 ou 15 anos a jogar com ele. Eu realmente devia ter ouvido esses conselhos".

"O Maradona de Bari" que era conhecido pelo seu talento mas também pelo temperamento complicado, revelou ainda que "teve a oportunidade de ir para a Juventus, depois do Bari, mas nesse início de carreira, eu admirava muito o Totti. Estava quase tudo certo com a Juventus, quando recebemos a proposta dos "giallorossi" e eu disse ao meu agente que tínhamos que ir para Roma".

Para Cassano esses foram os melhores anos:" Divertimo-nos muito a jogar juntos e nos entendíamos com um piscar de olhos. Eu fui mais feliz a jogar com Totti do que em qualquer outro momento da minha vida".

"Eu fui para a Roma só para poder jogar ao lado de Totti. É impossível não ser amigo dele. É um pessoa muito humilde. Depois de chegar a Roma, vivi com o pai e a mãe dele nos primeiros quatro meses e sentia-me em casa".

Recorde que Cassano esteve ano e meio em Madrid e claramente não feliz. Várias vezes criticado pela vida que levava fora dos relvados, não conseguiu mostrar o seu melhor futebol.

Mas foram mais as decisões de se arrepende. Entre elas, o desentendimento com o Riccardo Garrone ex-presidente da Sampdória.

Agora, sem clube, revela-se um homem diferente, "mais equilibrado, tranquilo e convencido que ainda pode fazer a diferença num clube da Série A".