Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Remate Digital

O reencontro de dois "velhos rivais"


O Moreirense - Sporting do próximo domingo vai marcar o reencontro entre dois treinadores que claramente não são os melhores amigos... longe disso.

Primeiro de tudo, diga-se que antes do desentendimento, Jesus e Inácio até tinham sido companheiros de equipa em 1975/76 no Sporting.

Tudo começou em 1997, na 2ª Liga, quando Augusto Inácio deixou o Felgueiras a 14 jornadas do final do campeonato, para orientar o Marítimo no principal escalão.

O substituto foi Jorge Jesus que após falhar a subida de divisão afirmou que a teria alcançado se "tivesse chegado mais cedo".

Inácio ficou furioso e reagiu assim: "Ele perdeu com a Académica e com o Beira-Mar e falhou o objetivo. Passei-me da cabeça com essas declarações. Só pode estar a gozar comigo".

Daí para a frente nunca mais se cumprimentaram e foram trocando bocas e algumas indirectas. Em 2003, Inácio voltou a ser substituído por Jesus, mas por razões diferentes. O Vitória SC estava a fazer uma época péssima, mas acabou por garantir a manutenção.

Em 2015, novo episódio. Inácio era o director desportivo do Sporting, mas foi movido para outras funções devido à chegada de Jesus. O mau relacionamento entre os dois, levou Bruno de Carvalho a colocar Inácio como responsável das relações internacionais do clube de Alvalade.

Mais tarde, chegaram finalmente sinais de reconciliação. Os dois cumprimentaram-se na Gala "Rugidos de Leão" e Inácio até defendeu o treinador leonino nos programas de televisão onde participou como comentador.

Curiosidade agora para perceber como está verdadeiramente a relação entre dois homens com muitos anos de ligação ao futebol português.

Domingo talvez sejam tiradas as dúvidas.