Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Remate Digital

Futebol Entrevistado - Paulo Sérgio | Parte 2 - "...não dão valor ao jogador português."

Resultado de imagem para paulo sergio olhanense

RD: Estiveste um ano emEspanha no Salamanca, como correu essa experiência? 
Zé Tó tendo feito a maiorparte da sua carreira lá, foi um bom apoio para ti na adaptação a outro país?
PS: A experiência por Espanha foi fantástica, uma liga diferente e, apesar de ter sido na segunda liga, é uma liga muito exigente e com muita qualidade.
Sim, o Zé To foi uma peça importante na minha adaptação ao clube, principalmente porque no país não senti muitas diferenças em relação a Portugal, e também estava pertode casa, sensivelmente a duas horas e meia, três horas.

RD: Com passagens por váriosclubes em Portugal, qual foi a experiência que mais te marcou? E porquê?
PS: A experiência que mais me marcou foi representar o Vitoria de Guimarães. Pelo clube histórico que é, pela massa adepta que tem, e por ser um clube diferente de todos os outros. Só quem passa por lá pode sentir isso, é difícil de explicar o sentimento de fazer parte daquele enorme clube e daquela maravilhosa cidade.

RD: A tua carreira nem sempre foi fácil. Quando em 2012/13rumaste ao AEL Limassol, onde jogaste com o Rui Miguel que foi entrevistado pornós, e surgiram problemas de pagamentos. O que se passou ao certo?
PS: No Chipre o que se passou foi que surgiu aquela altura da crise em que os bancos retiveram os bens dos clientes. Isso fez com que o clube tivesse que fazer uma remodelação em relação aos contratos que tinham feito. Foi só por essa simples razão que começamos a ter problemas, foi derivado à crise.

RD: Curiosamente, quando voltas a Portugal do AEL Limassolpara assinar pelo Arouca, surgem novos problemas. O que se passou dessa vez? Foium ano bastante complicado presumo.
PS: Sim, depois quando voltei a Portugal fui para o Arouca pensando eu que estava a lidar com pessoas correctas, mas no final não foi isso que aconteceu. Prefiro não falar sobre essa situação porque fui mal tratado pelas pessoas do clube e não quero, de alguma maneira, depois de algum tempo, falar alguma coisa que fique mal à minha pessoa, por isso prefiro ficar calado porque as pessoas sabem o que se passou verdadeiramente.

RD: Foi em Olhão que mais tempo jogaste em Portugal. Esta épocao Olhanense já realizou 10 jogos e tem apenas 1 ponto. Acreditas que irão sercapazes de dar a volta por cima?
PS: Em relação ao Olhanense, é um clube que guardo também no coração porque tinham pessoa fantásticas e humildes na liderança. Tenho pena de o clube estar na situação que está. Para ser sincero, penso que será difícil para o clube esta época, até porque a segunda liga está muito competitiva e é muito importante começar bem a liga. Mas espero que possam dar a volta por cima.

RD: O Benfica foi campeão no ano passado orientado por RuiVitória, que foi teu treinador em 2011/12. Como foi ter sido treinado por ele?Quando ele chegou ao Benfica sentias que ele tinha condições para ser campeãologo no 1º ano?
PS: Ter sido treinado pelo Mister Rui Vitória foi gratificante, porque é uma pessoa que entende perfeitamente o lado do jogador, e sempre foi muito transparente em todas as situações .Sem duvida alguma que fiquei muito orgulhoso pela feito que fez no Benfica, depois de tudo e todos o terem chingado, dizendo inclusive que não tinha condições para liderar o plantel do Benfica, e no final todos viram que ele tem condições, e muitas, para estar onde está.

RD: E qual achas que foi o errodo Sporting?     
PS: Eu penso que o erro do Sporting partiu do próprio treinador do Sporting, que com algumas insinuações em relação ao próprio Rui Vitoria, e às pessoas ligadas ao Benfica, deram mais que forças ao plantel para se unir, e todos juntos conseguiram dar a volta por cima.
         
RD: Achas que o Porto este ano tem tudo para poder entrar naluta pelo título?
PS: Em relação ao Porto, ainda não consegui encontrar esse feeling. Sinceramente, penso que será uma luta a dois, entre Benfica e Sporting, pela luta pelo título.

RD: Recentemente, Ricardo Pereira, que jogou contigo em 2011/12, está a dar nas vistas no Nice. Quando ele chegou ao plantel como foi a suaintegração?
PS: O Ricardo já se via que era um miúdo com bastante qualidade, e foi aproveitado pela pessoa certa, o Mister Rui Vitoria, que soube aos poucos ir integrando-o nos jogos. O resultado está à vista.

RD: No ano em que estiveste no Portimonense, Tarantini jogoucontigo. Achas que a falta de aposta dos “grandes” em jogadores portugueses fezcom que jogadores com bastante talento, como tu e ele, nunca dessem um saltomaior?
PS: Infelizmente, em Portugal acontece muito isso, não dão valor ao jogador português. Pelo menos eu sentia isso. Tanto o Tarantini como outros que andaram por aí, e andam, tinham a mesma ou mais qualidade que muitos estrangeiros que estão nos grandes. Essa é a triste realidade. Podemos ver a quantidade de jogadores que estão espalhados por fora de Portugal a ter sucesso.

RD: Tozé Marreco chegou a ser teu colega de equipa e fezvárias épocas a um bom nível na 2ª liga. O que lhe faltou para se afirmar no 1ºescalão português? Terá a ver com o seu nome?
PS: Em relação ao ToZe penso que não tem nada a ver com o nome dele(risos). Secalhar teve a ver como uma opção de escolha dele próprio. Sinceramente, não sei responder a essa questão. Mas acredito que tenha aparecido alguma proposta para ele jogar na primeira liga.
Siga nos próximos dias os novos artigos desta entrevista.

Pode rever a nossa entrevista anterior com o Rui Miguel e a Parte 0|1 desta aqui: Futebol Entrevistado
Visite o nosso Facebook para estar a par de tudo AQUI