Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Remate Digital

A influência dos Misters | Parte 1 - Deveriam existir mais Wenger's?

 

O objectivo desta rubrica é tentar perceber o lado dos treinadores e a sua influência neste desporto fantástico que é o futebol. São eles que escolhem, lançam e potenciam os jogadores. São eles que escolhem o tipo de jogo a ser praticado, como devem ser efectuadas as bolas paradas e acima de todo é obrigação deles manter a equipa concentrada e motivada para cada jogo.

 Nesta 1ª parte vamos falar do caso de Wenger e a sua "lealdade" ao Arsenal.
Chegou ao Arsenal em 1996 depois de ter vencido o campeonato francês pelo Mónaco em 87 e a Taça de França em 90. Entretanto ainda teve um ano no Japão e só depois assinou pelo Arsenal.

 Nos seus primeiros 10 venceu 3 campeonatos ingleses, sendo que um deles consegui-o sem qualquer derrota, 4 Taças de Inglaterra e 4 supertaças. Depois disto foi então que vieram 9 anos sem vencer qualquer titulo, 9 anos e sempre continuou a frente do clube inglês. O jejum foi quebrado em 2013/14 com uma Taça de Inglaterra e desde lá venceu mais uma Taça e 2 Supertaças.

É verdade que o seu início pelo Arsenal foi bom, mas será que se justifica que ainda continue no Arsenal.

Contabilizando desde 2000, estes são os nº de treinadores e títulos (nacionais e europeus) pelos principais clubes ingleses.

Arsenal
- 1 Treinador
- 11 Títulos

Chelsea
-11 Treinadores
-16 Títulos

Liverpool
-6 Treinadores
-11 Títulos

Manchester City
-7 Treinadores
-6 Títulos

Manchester United
- 4 Treinadores
-21 Títulos

Tottenham
-7 Treinadores
-1 Título